domingo, 14 de outubro de 2007

Abertura das Actividades Juvenis

Bom, e assim foi mais uma actividade organizada pelos ilustres animadores da nossa paróquia. Hah, hah?, vejam lá se não vos trato bem... =P
Cheguei, arrumei as malas num cantinho enquanto se esperava que toda a gente chegasse. Depois disso fomos chamados em pequenos grupos e convidados a tirar os papéis que decidiriam em que grupo iríamos ficar. (Hum, hum!)
Depois de já todos sentados, eu e a Mariana e a Catarina ficámos no mesmo grupo, olha que alegria! =D E começaram as actividades coordenadas pelo Pe. João e pelo professor de Português Bruno Custódio. Almoçámos. Mais actividades. Um pequeno intervalinho em que houve tempo para umas certas pessoas irem chatear as abelhinhas e o menino Fábio acabar com uma picadela no pescoço! Foi tratado e bla bla bla. Entretanto já tinha chegado o Miguel e tinha alugado um filme. A prai 1 minuto de filme só se houve "Fui picado outra vez!, fui picado outra vez!, fui picado outra vez!". Opa, muitos são os que confessam que pensavam que aquilo viesse do filme. Mas, não é que o rapazinho tinha sido mordido mais 3! vezes quando supostamente tinha saído à rua para apanhar um pouco de ar. God!, ele tremia por todos os lados, coitado. Eu já fui mordida por uma e doeu quanto mais quatro. Mas ele acabou por ficar por lá e não ir embora como os animadores tinham proposto. Depois do filme. Depois do filme? Já não me lembro! =S Bom!, acho que a seguir era supostamente pra ir pro senhor Jesus jantar. Mas como não havia luz ficámos-nos pela Quinta da Granja e antes do jantar fomos dar uma voltinha pelas pereirinhas e eu e a Mariana aproveitámos pra ir a minha casa buscar as minhas folhas de cânticos que acabaram por não ser precisas! Não perdou-o ninguém por não termos cantado nada, mesmo sem folhas! =S( Tivemos uma sessão de Karaoke que simplesmente não comento e depois o jantar feito pela Dona Lina. (Foi não foi?:$) Depois fomos para a capela onde ficámos cerca de 50 pessoas numa capela minúscula. Aqueles jovens(?) não se calavam e pareciam uns autênticos putos!, já me estavam a enervar a sério! Eu disse que não me queria confessar. Entretanto o padre começa lá com umas orações, umas conversas que me fizeram pensar: "Ok, vou-me confessar.". Depois saímos para darem inicio às confissões que seriam feitas por 4 padres. Dois deles aqui nossos conhecidos. =) Bom!, enquanto que muitos de nós foram divididos por grupos e discutiam(?=P) o que era a confissão ou tocavam guitarra e cantavam eu andava a pensar no que iria dizer na confissão. Lá fui eu, e para minha surpresa e satisfação calhou-me o Pe. Tiago. Não vou contar pormenores desta parte é claro, mas posso dizer que chorei baba e ranho lá dentro. :$ Depois de uma oração à Nossa Senhora vim cá pra fora re
compor-me, ou tentar, e contei com a ajuda de duas pessoas (obrigada meninas=')). Depois disto fomos dormir(?). Vestimos os pijamas e enfiámos-nos dentro dos saco-cama. O pior de tudo foi termos estado 1h30 para aquelas alminhas se calarem. Entretanto, o nosso grupinho de saco-camas ria a gargalhadas e consequente a isso chorámos de tanto rir! Oh malta, nós somos um espectáculo. Pena os turnos, pa. Aquilo fazia doer o braço passado um bocado, ainda bem que o Diogo segurou nela a maior parte do tempo e poupou as meninas para os últimos turnos que foram durante menos tempo, para além do caso da Maria que o fez mentalmente. Ai, não posso mais! Lol! Depois de muito ralhanço e etc lá dormimos. Durante a noite acordei congelada e por mais roupa que vestisse continuava sempre com frio. Pra próxima (se houverem não é?=/) já ninguém me engana! ahah!. Acordámos, mudámos de roupa. A Margarida tinha ido ao pão mas ainda não havia, então fez apenas a encomenda. E voltou. Ficámos à espera e tínhamos ordem de comer no máximo uma bolachinha daquelas "Prince" com chocolate por dentro. Depois momentos mais tarde a Margarida lá foi buscar o pão e eu fui com ela. Um riso na viagem. Chegámos, ouvimos ralhete da Dona Lina e filha and than fomos comer. Ai, aquele pãozinho quentinho! Humhami! =P Depois, arrumámos as coisas pusemos os sacos-cama cá fora, eu e a Mariana tivemos de desentupir a sanita (que coisa nojenta!, a Mariana esteve a segundos de vomitar, era só ameaças coitada. Só passou quando lhe dei uma pastilha de mentol, =S). O telemóvel da Vanessa e o lenço do Tomás desapareceram. Outro drama!, que nunca ficou resolvido porque não encontraram nada. Anyway, viemos pra casa tomar o nosso desejado banho e fomos pra igreja. Recebemos os nossos diplomas e assistimos à missa. Confesso que estava assim cheia de sono. :$ E foi assim...
Não meto mais fotos porque não sou eu que tenho o resto, mas quero rapidinho (sim, Mariana? =P)


"Na Granja há tempo pra tudo, pra tudo pra tudo há tempo."

*

1 comentário:

sofia disse...

ainda vais pa freira x) amo te sua santidade